sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

... o dia 25 aproxima-se a passos largos

No centro de todos os preparativos há, ou havia, coisas que marcaram os nossos sentidos, por exemplo, na nossa infância... Então aqui fica a questão:

Que sensações, aromas, sabores, e sons antecedem a noite de Natal???

3 comentários:

Sandra Minck disse...

Como nessa epoca do ano fico muito emotiva e triste, estou meio sem inspiração... então lembrei que recebi essa prece por email e resolvi compartilhar com o dono do Blog e todos que aqui vem, apenas para ler ou para comentar.

Senhor
Começo a ouvir os primeiros toques das músicas de Natal.
O meu coração começa a bater mais forte.
Não sei se é porque está acabando o ano ou se é porque tenho muito que agradecer, ou se tenho que dizer para Ti, para meus amigos, muito obrigada...

São tantas as idéias, são tantas as coisas que aconteceram...
São tantos os momentos que ocorreram neste ano, que já me perdi em lágrimas, sorrisos,
recordações... mas ficaram os apertos de mão e os abraços recebidos.

São tantas e tantas coisas... muito obrigada!!!

Sei que devo agradecer por mais um ano e com ele mil sonhos e mil idéias para acontecerem.
Mas, diante deste turbilhão de coisas e acontecimentos, eu venho Te pedir... Tu mesmo me ensinaste a pedir, mas não sei pedir... estou como uma criança, diante de uma loja de brinquedos.

Senhor, ensina-me a pedir!
Ensina-me a ter um coração de Salomão, que só pediu sabedoria.
Um coração de criança, que só pede amor.
Um coração de doente, que só pede saúde.
Um coração de monge, que só pede tranqüilidade.
Um coração de cego, que só pede enxergar.
Um coração de guerreiro, que só pede coragem.
Um coração de mãe, que só pede união na família.
Um coração de pai, que só pede que não falte nada.
Um coração de virgem, que só pede realização na vida.
Um coração de médico, que só pede para poder ajudar os outros.
Um coração de sábio, que só pede a paz.

Senhor, que este pobre e humilde coração, possa neste Natal apenas bater uníssono com o coração de Cristo e que eu possa ter em minha mente um só pensamento: o Teu pensamento, para que eu saiba dizer:
Feliz Natal!!!

Meu cheiro de Natal é o cheiro da minha avó, recem saida do banho e minha mãe nos arrumando para irmos a missa do galo... Qtas saudades.
O som que me remete ao passado são os risos de crianças, porque lembro que faziamos uma imensa algazarra de casa até a igreja e eramos 06 irmãos mais um montão de primos.
Um sabor... hummmm, que delicia os papos de anjo. Toucinhos do Ceu, com cheiro de amendoas. Minha avó cozinhava muito bem. Ai ai... me deu tantas saudades agora. A infancia me deu as maiores sensações e lembranças da minha vida.
Bjs a todos.

Eros is not dead disse...

O frio a passar pela minha cara,

O fumo a sair da minha boca,

As musicas de natal,

As luzes, essas cores todas a minha volta,

O chocolato quente,

A excitacao de ver o pelo mesnos tentar ver o Pai Natal :-)

Ana Paula Cardoso disse...

O gosto da rabanada da minha avó. A sensação de morder uma rabanada molhadinha, regada ao vinho do Porto vai me acompanhar para o resto da vida. minha avó, um ano antes de morrer, passou-me a receita e, dese então, não há quem não se encante com as rabanadas preparadas por mim. É a maneira que tenho de estar perto e quem eu amo e já sei foi. Lembranças e perpetuação dos rituais. Deve ser por isso que gosto tanto de Natal...