segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

... 2008, um lindo ano vem a caminho

"Todo o guerreiro da luz já...

... teve medo de entrar em combate.
... traiu e mentiu no passado.
... trilhou um caminho que não era o seu.
... sofreu por coisas sem importância.
... achou que não era guerreiro da luz.
... falhou nas suas obrigações espirituais.
... disse sim quando queria dizer não.
... feriu alguém que amava.

Por isso é um guerreiro da luz; porque passou por tudo isso e não perdeu a esperança de ser melhor do que ja foi..."
Paulo Coelho


desejo a todos um óptimo fim de 2007, muito animado... e um 2008 maravilhoso, em todos os sentidos

3 comentários:

Sandra Minck disse...

Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura
Guerreiros são pessoas
São fortes, são frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sonho
Que os tornem perfeitos
É triste ver este homem
Guerreiro menino
Com a barra de seu tempo
Por sobre seus ombros
Eu vejo que ele berra
Eu vejo que ele sangra
A dor que traz no peito
Pois ama e ama
Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata
Não dá pra ser feliz
Não dá pra ser feliz

Sandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SandraMinck disse...

Nesse blog, posso escrever, escrever e o blogueiro não briga comigo, então hj vou aproveitar as ultimas horas de 2007, para comentar... Me perdoe meu amigo blogueiro, mas o tema tah bom demais.

Mulheres guerreiras, mas de Paz, de amor e de tudo quanto é belo
Mulheres que amam o bem e não querem ver o mal, nem pintado.
Elas são aos montes, elas existem por aí no nosso cotidiano
e nós vêmo-las, sentimo-las e, claro amamos as maravilhosas
mulheres que além de mães, são amigas, companheiras e lutadoras
para que todos tenhamos direito a um mundo melhor.
Elas vestem a pele de qualquer mulher que se preze. Conheço muitas, e cada vez vão aparecendo mais de todos os lados. Uma Ode às mulheres de temperança, de mudança e que sabem sentir aquilo que toda
a mulher deve sentir dentro de si.
Homens, erguei a taça dos mais belos licores em honra das mulheres
que conheceis, refiro-me apenas às verdadeiras mulheres que vivem lado a lado convosco, e sabem tocar vosso coração.
Mulheres!... Força que a verdadeira luta é a do coração
que do resto tratarão eles, os verdadeiros Homens.
Ai vai minha poesia escrita naquelas horas em que nossos corações por vezes parecem clamar por vingança, mas não é a vingança
nem as armas que queremos, queremos apenas o AMOR a governar
o MUNDO!...

Somos mulheres de armas
Que brandimos pelos ares,
As armas seculares
Que atacam a dor.

Somos mulheres de armas
Que em vez de cravarmos
O desamor,
Apenas brandimos pelos ares,
Não as espadas da dor
Mas, corações cheios de amor.

Juntem-se a nós
Mulheres que, como nós,
Apenas queremos plantar flores
Na ponta das armas.

Não à guerra, não às armas
Todos os que para lá vão
São irmãos do coração
Não. Não, para a guerra, não irão.

Assim, levantemos nossas bandeiras
Nestas horas derradeiras.

E lutemos com o coração,
Para que vença a união
E a força da razão…

(Créditos: Poema de Laura)